Robocraft - Esquadrão "Morri"!

Os estrangeiros que escolheram o Japão

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Uma leve pesquisa sobre seus amigos provavelmente pode revelar as motivações pelos quais ele se mudaram para o Japão: à trabalho, para estudar, porque ama a cultura, pessoas e / ou alimentos; apaixonou-se loucamente, seu parceiro(a) tem que vir aqui à trabalho e assim por diante!

Siga nossas redes sociais

Seja sua motivação qual for, o Ministério da Justiça japonês concede diferentes categorias de vistos, e são esses dados que viemos analisar aqui. Esta pesquisa vem do relatório estatístico semestral do Ministério da Justiça sobre Estrangeiros que vivem no Japão (em japonês), e vale lembrar que neste caso não tomamos em nossa conta os vistos emitidos para curta duração, como o de turismo.

Nacionalidades dos estrangeiros que vivem no Japão


No Japão, os não-japoneses ou estrangeiros são cerca de 1.88% dos mais de 126,740,000 de habitantes no país.

Quase 83% do total de estrangeiros são provenientes da Ásia. Seguidos pelos sul-americanos (10%), os europeus (3%) e os norte-americanos (3%). O gráfico abaixo mostra a repartição por região.

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão


Dos 5 principais países representados na população estrangeira vivendo no Japão, apenas um se destaca por não ser do contineite asiático: China (com 14,5% do total), Coréia do Sul (9,4%), Filipinas (5,1%) e Vietnã (4,2%), exceto para o Brasil (3,8%), chegando no número cinco. Para as tabelas abaixo, as pessoas detentoras de vistos diplomáticos e oficiais foram excluídas, mas como esses status de visto representam apenas 0,51% do total, isso não interfere no resultado final da pesquisa.

Leia também: Ameaças da Coreia do Norte para o Japão

Juntos, dez países (os cinco acima, mais o Nepal, os Estados Unidos, Taiwan, Peru e Tailândia) representam cerca de 86% da população total de estrangeiros residentes no Japão.

Estrangeiros no Japão Classificação por Nacionalidade 2016 Inquérito 1 de 2

Estrangeiros no Japão Classificação por Nacionalidade 2016 2 de 2

Estrangeiros no Japão: discriminação por visto e status de residência

Nas tabelas abaixo, dividimos os dados para entender o status de visto e residência dos estrangeiros que vivem no Japão.

Leia também: A Crise de Tradutores no Japão

A maior parte das pessoas que os dados oficiais consideram "estrangeiros" que vivem no Japão têm um status de residência permanente ou de longa duração. Cinco categorias de residência (residente permanente, residente permanente especial, residente de longo prazo, cônjuge ou filho do residente permanente e cônjuge do japonês) representam 58,6% do número total de estrangeiros residentes no Japão.

Tipos de residência de logo prazo ou permanente para estrangeiros

Um residente permanente (永 住者, eijyuusha) do Japão não tem restrições sobre as atividades (por exemplo, trabalho) em que podem se envolver. Esse status é válido para toda a vida. As pessoas com status de residente permanente não precisam passar por procedimentos de renovação de visto e podem solicitar mais facilmente um empréstimo de um banco japonês, por exemplo, além de outras facilidades no dia-a-dia.

Leia também: Lançados Três Novos iPhones!

Um residente permanente especial (特別 永 住者 tokubetsueijūsha) é um residente do Japão cuja ascendência pode ser atribuída às antigas colônias do Japão (Coréia ou Taiwan) quando esses países estavam sob o domínio colonial japonês ou, mais comum, são oriundos da Coreia do Norte.

Um residente de longo prazo (定住 者 teijyuusha) são "refugiados conforme estipulado na convenção relativa ao Estatuto dos Refugiados, dos colonos de refugiados indochineses, descendentes de colonos japoneses de segunda e terceira geração, etc.", segundo a Embaixada do Japão nos EUA.

Leia também: O Impacto da Netflix no Mundo dos Animes

Um quinto dos estrangeiros vivem no Japão para estudar ou estágios técnicos. As pessoas que estudam no Japão (com status de visto de "Study Abroad") representam 11,6% dos estrangeiros que vivem no Japão e os titulares de vistos de estágio técnico representam 9,5% do total. Juntas, essas duas categorias representam mais de um quinto do número total de estrangeiros no Japão.

A maior categoria de visto de trabalho (por porcentagem de titulares de vistos) é o Especialista em Humanidades / Serviço Internacional de Visto. Estas são definidas como "atividades para se envolver em trabalhos que requerem conhecimento pertinente à jurisprudência, economia, sociologia ou outros campos da ciência humana".

Veja também: A Coreia do Norte Atacará o Japão?

Essas atividades incluem, por exemplo: interpretação, tradução, redação, design de moda, design de interiores, vendas, negócios no exterior, processamento de informações, TI, finanças internacionais, design ou relações públicas e publicidade com base em contrato com uma organização pública ou privada no Japão.

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Discriminação de estrangeiros por região e por viso no Japão


Por favor, perceba que o dado que aparece em amarelo é o total somado das três tabelas:

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Quem são, onde vivem, o que fazem e porque os estrangeiros escolhem o Japão

Siga nossas redes sociais

Comentários