Robocraft - Esquadrão "Morri"!

Armas Nucleares no Japão?!

Japão pensa permitir armamento nuclear dos EUA no arquipélago como resposta à ameaça Norte Coreana

Japão pensa permitir armamento nuclear dos EUA no arquipélago como resposta à ameaça Norte Coreana

Buscando uma resposta rápida e resoluta à crescente ameaça de mísseis da Coréia do Norte, o Primeiro Ministro Shinzo Abe está em Vladivostok em conferência. E informes da mídia japonesa dizem que políticos em Tóquio pensam ser hora de reconsiderar compromissos não-nucleares e convidar armas nucleares dos Estados Unidos para o seu solo.

Siga nossas redes sociais
YouTubeInstagram - Facebook - Twitter

O Japão, único país a sofrer ataques nucleares na história da humanidade, defende três princípios não-nucleares, a saber: não possuir, fabricar ou permitir armas nucleares no seu território.

Mas "talvez seja hora dos três princípios se tornarem dois", disse um economista sênior da política de defesa à Reuters, sugerindo que armas nucleares fossem permitidas no Japão. A Coreia do Norte, que persegue seus programas de armas, disparou um míssil balístico que passou sobre o Japão na semana passada, assustando autoridades e obrigando residentes de Hokkaido a buscarem refúgio.

Leia também: Acidente com Ônibus de Escola Brasileira em Gifu

Permitir que os Estados Unidos tragam armas nucleares para suas bases japonesas seria uma tentativa do Japão chocar China, o único principal aliado da Coréia do Norte, a fazer mais para controlar o seu vizinho, mostrando que há conseqüências para as provocações norte-coreanas que desestabilizam a região.

Uma maneira simples de fazer isso poderia ser um submarino americano com armas nucleares operar a partir de uma das bases da Marinha dos EUA no Japão, por exemplo.

Permitir que o exército dos Estados Unidos implante armas nucleares no território japonês, entretanto, pode ser um risco político para o primeiro-ministro Shinzo Abe, especialmente no momento em que seu governo está cercado por escândalos que atingem sua popularidade. Qualquer movimento para relaxar os princípios não-nucleares, no entanto, é improvável que leve a uma bomba atômica "Made in Japan", apesar das habilidades técnicas do país serem mais do que suficientes para tanto, dizem os especialistas. "Tóquio tem o programa nuclear civil, os materiais cindíveis e a tecnologia de armas necessárias. Provavelmente poderia desenvolver um pequeno arsenal de dispositivos nucleares dentro de um ano, se houvesse motivação para fazê-lo", disse Emily Chorley, especialista em armas nucleares da IHS Janes à agência Reuters.

Leia também: Míssil Norte Coreano Sobrevoa o Japão 

Mas, assim, forçaria o Japão a renunciar aos seus compromissos de não proliferação e "Isso sinalizaria que o japonês já não tem confiança aliança com os EUA", disse um ex-comandante militar na mesma entrevista.

O jeito é esperar pra ver - mas, de fato, o regime coreano conseguiu abalar seus vizinhos.

Siga nossas redes sociais

Comentários