Crise e Violência Trazem Brasileiros De Volta ao Japão

Número de brasileiros residentes volta a bater recorde de crescimento no Japão

Número de brasileiros residentes volta a bater recorde de crescimento no Japão 

Muitos que já estiveram por aqui, fizeram o chamado "pé-de-meia" (ou não) e retornaram ao Brasil agora querem, de novo, viver no Japão. Inclusive os que aceitaram a ajuda de custo para a volta pra casa depois da crise de 2008

Siga nossas redes sociais
YouTubeInstagram - Facebook - Twitter

Mas o sonho dourado de olhos puxados não é tãããão perfeito assim: os brasileiros enfrentam cada vez mais dificuldades no país, principalmente por causa de “propagandas enganosas” de empreiteiras e despreparo antes de tentar a sorte do outro lado do mundo.

Eu, particularmente, vim um pouco iludido para o Japão - afinal, ninguém te prepara para esta realidade, e nada é tão simples quanto te contam no Brasil.

Leia também: Como Assim, Tokyo NÃO É a Capital do Japão?

Essa é a mesma opinião que tem Davi Santos, professor de Educação Física numa escola brasileira do Japão, que chegou à Terra dos Samurais pela primeira vez a pouco mais de um ano. Em nossas conversas, ele explicou que não se arrepende da decisão, mas também deixa claro: "aqui ninguém mais vai ficar rico".

Ouvi o mesmo discurso também de outros descendentes que, após uma temporada no Brasil, decidiram que o Japão é melhor.

"Temos visto muita gente desesperada", disse, em entrevista à mídia japonesa, um especialista em imigração "depois de ter vendido tudo no Brasil e caído nas mãos de coiotes digitais, que prometem mundos e fundos. Os brasileiros hoje chegam sem plano B, dizendo que voltar ao Brasil não é mais opção"

Veja também: Tomando no Qoo E Outras Bebidas Bizarras Japonesas

Apesar de não ser a opinião do Pocket Hobby, os analistas dizem que a atual leva de imigrantes brasileiros é formada por mais gente despreparada, pessoas cheias de orgulho, que querem uma solução imediata para os problemas que enfrentam em sua terra-natal, sem se preocupar com a adaptação, a mudança de estilo de vida, o clima e a dura realidade do chão das fábricas.

Siga nossas redes sociais

Comentários