A Coreia do Norte Atacará o Japão?

Novo Mito em Pokémon Go

Novo Mito em Pokémon Go
Um novo Pokémon tem dominado a maioria dos ginásios no game para smartphones - destronando, inclusive, ao quase imbatível Dragonite.

Desde o lançamento do jogo, pelo menos aqui no Japão é fato consumado: todo ginásio dominado  por vários bichinhos tem, pelo menos, um Dragonite de guarda para protegê-lo.

Entretanto, com o recente lançamento da segunda geração de monstrinhos, finalmente poderemos ver o dragão ser destronado como "o mais poderoso".

Recentemente, muitos notaram que Blissey tem dominado ginásios do jogo móvel - já que, apesar de sua aparência rosa e alegre, este Pokémon é uma das adições mais poderosas da atualização.

Principalmente por causa de sua enorme saúde.

Siga nossas redes sociais
Diferente de outros games da franquia, é frequente que os jogadores, quando conseguem derrotar os muitos monstrinhos instalados em um ginásio, fiquem sem tempo ou com Pokémons praticamente derrotados antes mesmo de enfrentar o Dragonite.

E é por isso que esse novo monstro virou sensação: com seu alto potencial de CP e uma estatística de estamina incrível, Blissey facilmente galgou degraus rumo a um nível superior - o que pode significar o fim do reinado de Dragonite como o Pokémon mais forte.

Blissey ganha na soma de suas estatísticas, seguido de perto por Snorlax, Tyranitar e Chansey.

Como Conseguir um Blissey

De igual maneira, vários jogadores ainda estão ávidos para agarrar o Chansey, que é um Pokémon particularmente raro. Quem consegue colocar as mãos em um, ainda precisaria desembolsar 50 doces (difíceis de conseguir) a fim de evoluí-lo para um Blissey.

No entanto, há uma quantidade surpreendente de Blisseys em vários ginásios.

Mesmo com muitos Dragonites ainda no páreo, as fortes estatísticas de Blissey deixam-no em posição favorável no jogo para celular. Outros poderosos Pokémons incluídos nesta recente atualização são Espeon, Heracross e Scizor.


Vídeo Relacionado (Antigo, mas vale a pena assistir!)




Siga nossas redes sociais
YouTubeInstagram - Facebook - Twitter

Texto: Renato Brandão
Edição: Pocket Hobby