Maquinista Pede Desculpas por "Transportar Muitos Estrangeiros"

Preconceito à Bordo - Pocket Hobby - www.pockethobby.com

A Companhia de Trens Nankai Electric Railway, de Osaka, foi acusada de xenofobia na semana passada, após um maquinista que operava uma composição na linha para o Aeroporto Internacional de Kansai pegar o microfone e dirigir-se a todo o trem pedindo desculpas pelo "desconforto causado devido ao número de passageiros estrangeiros à bordo".

O anúncio foi feito pelo sistema de caixas de som dentro de um dos trens com destino a Kansai na segunda-feira passada, em torno das 11:30 da manhã, e causou bastante rebuliço nas redes sociais e sites de notícia de língua inglesa sobre o Japão.

Segundo o jornal Sankei Shinbun, o maquinista disse: "Temos muitos estrangeiros à bordo hoje. Pedimos desculpa se isso causar alguma inconveniência".


Durante a semana, logo depois de saber do ocorrido, a equipe do Pocket Hobby tentou entrar em contato com os responsáveis pela empresa para averiguar o assunto, mas até o dia de hoje não recebemos resposta alguma.

Infelizmente, também não conseguimos apurar o nome do maquinista, o número do trem ou se alguma medida foi tomada para coibir esse tipo de crime (lembre-se, discriminação de qualquer natureza também é crime no Japão...) pois, como sempre, a mídia local foi bastante conivente ao não tornar nenhum detalhe do caso público. O engraçado é que isso aconteceu dentro de um trem com destino a um dos maiores aeroportos do Japão, onde milhares de estrangeiros (e japoneses) circulam diariamente.

Leia também: Morar no Japão e Morrer de Tanto Trabalhar

Tudo que sabemos é que a empresa responsável pela linha soltou um comunicado escrito tentando aplacar a situação. Em nota, eles confirmaram que o tal anúncio foi realmente feito pelo sistema de comunicação dos vagões, mas que não teve nenhuma intenção discriminatória.

Mal e porcamente, os caras alegam que foi um pedido de desculpas após a reclamação de um passageiro que se disse "incomodado pela quantidade de estrangeiros à bordo do trem".

Apesar da postura claramente preconceituosa, a companhia se desculpou e afirmou não fazer distinções entre passageiros - o que, depois desse episódio, eu duvido.

Leia também: Japão Finalmente Aceita que Precisa de Mais Estrangeiros

Para completar, a Nanai Electric Railway disse que reprimiu verbalmente o condutor (que, repito, não teve sua identidade revelada). Mas, pelo menos para mim, um "pito do chefe" parece estar longe demais de uma resposta à altura ao preconceito sofrido pelos passageiros não-japoneses...

Fica o conselho: evite ir de trem para Kansai. Alugue um carro, peça carona, sei lá, mas não gaste seu dinheiro com uma empresa que claramente é simpática à xenofobia.

Quer se manter realmente atualizado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

Texto: Renato Brandão
Edição: Pocket Hobby
Com informações da imprensa local