Impressões Semanais: Occultic;Nine Ep. 1

Impressões Semanais- Occultic;Nine Ep. 1 - Pocket Hobby - www.pockethobby.com - 1

Pra início de conversa, eu sei que, só pelo nome, fica fácil confundir esse anime com o famoso Steins;Gate. Se você olhar o pôster de divulgação então....

Deve ser alguma coisa com o ponto-e-vírgula, com o exagero de azul - afinal de contas, o primeiro episódio começa justamente com pessoas boiando debaixo d'água, a lua e um monte de frases feitas...

Ou posso ter sido eu, que assisti muitos filmes do Batman. Sei lá.

Enfim, só sei que títulos fortes são bons; palavras em inglês chamam atenção; ainda mais se vierem com números; daí, fecha com um ponto-e-vírgula e pronto;, temos um belo caça-audiência (igual àqueles títulos caça-cliques no YouTube; e em artigos nas redes sociais...).


Ainda receoso, mergulhei nessa história - afinal de contas, a produtora A-1 Pictures é repleta de títulos meia-boca. O diretor, Kyohei Ishiguro, não é um nome "de peso" e o trailer do anime é, digamos... frenético demais para uma história que se propõe a mostrar mistérios e o sobrenatural.

Antes de mais nada, assista o teaser (infelizmente, legendado apenas em inglês):


Mas, no final das contas, o fanservice me chamou atenção e decidi dar uma chance pra série. Eu detesto admitir, mas peitões, armas de fogo e fantasmas/demônios são um conteúdo que me agrada profundamente. E ainda tinha a questão do ponto-e-vírgula...

Após o começo frenético, onde várias pessoas estão mortas num parque, conhecemos o protagonista, Yuuta Gamon, um blogueiro (sinal dos novos tempos) de "Ciências Sobrenaturais" - e, como a maioria dos que trabalham com internet, ele está sem dinheiro, quebrado e desestimulado. Seu portal sobre paranormalidades sofre com o baixo rendimento, os poucos acessos e a concorrência crescente.

O mais difícil, pelo menos pra mim, foi me acostumar com a baixa qualidade da animação. Por um momento, me senti assistindo a algo dos anos 90, como Super Campeões ou Evangelion. Foi difícil aceitar que um título de 2016 tenha esse visual, mas entendo e respeito a escolha dos produtores.

Passado o choque inicial, vi o tal professor Hashigami e seu filho mal humorado, e Nishizomo, a maluca que fala sobre demônios e parece desaparecer repentinamente. Logo depois, veio a jornalista Sumikaze  e a Aikawa - tinha passado metade do anime e só faltavam três personagens-chave para completarem os "Nove Ocultos".


Impressões Semanais- Occultic;Nine Ep. 1 - Pocket Hobby - www.pockethobby.com 2
Pouco a pouco, pude perceber as referências ao sobrenatural e o oculto nos cenários - e meio que virou um passatempo pausar o anime e caçar pirâmides, colares com temas egípcios e referências a tudo quanto é mistério do mundo.

Na metade final do episódio, o anime mostra realmente a que veio. Apresenta Aria Kurenaino, uma espécie de adolescente vidente vestida de mamãe-noel, e seu parceiro Kusakabe - um fantasma cujo nome significa "o servo branco" e também "parte de baixo do que está branco, claro". E minha cabeça deu um nó.

Particularmente, não curto muito histórias com múltiplos protagonistas, porque eu não tenho memória, tenho no máximo 'vaga lembrança'. E vinte minutos semanais são pouco, muito pouco pra realmente criar um vínculo com algum daqueles personagens - mesmo quando um escalpo humano todo ensangüentado aparece numa caixa de correio.

O anime claramente mistura um protagonista extremamente falante, fenômenos paranormais, vida escolar e triângulos de afeto promissores. E, é claro, peitões.

Impressões Semanais- Occultic;Nine Ep. 1 - Pocket Hobby - www.pockethobby.com  3

Para terminar o episódio, temos a "queridinha da escola" numa cena surpreendente. Se você estivesse no lugar do Yuuta, o que faria?
Impressões Semanais- Occultic;Nine Ep. 1 - Pocket Hobby - www.pockethobby.com   4

Ah, já ia esquecendo: no final desse episódio, senti um clima de harém. É esperar pelo próximo pra ver como essa montanha de personagens irá se desenrolar.

PS: o anime tem um ritmo de narrativa rápido, como eu nunca vi antes. E já gostei.

Quer se manter realmente atualizado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

Texto: Renato Brandão
Edição: Pocket Hobby