Robocraft - Esquadrão "Morri"!

Ainda Vale a Pena Trabalhar no Japão?

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Ainda Vale a Pena Trabalhar no Japão?.jpg

Ainda Vale a Pena Trabalhar no Japão?


Desde o mês passado, nós do Pocket Hobby acompanhamos (com muita desconfiança!) as reportagens da mídia estrangeira que atua no Japão.

Todas eram unânimes em dizer que o índice de oferta de emprego por aqui é o mais alto desde dezembro de 1991.

De acordo com dados preliminares, o número de desempregados em fevereiro deste ano estava em 2,13 milhões, enquanto o número de pessoas empregadas aumentou pelo 14º mês seguido, fixando-se em 63,51 milhões, ou seja, o mercado de trabalho no Japão viu um acréscimo de 290 mil pessoas empregadas em fevereiro na comparação com o mesmo período do ano passado.


Ou seja: para cada 100 pessoas em busca de trabalho, havia 128 vagas de empregos disponíveis. O que ninguém tem coragem de dizer é que os salários oferecidos são os menores do últimos 25 anos.

E, com salários que mais parecem piada de mau gosto, nada mais natural que sobrem vagas.

Ofertas de Emprego Aumentando, Salários Encolhendo


O motivo é óbvio: a economia do Japão escolheu muito em 2015, e o consumo privado está especialmente fraco. A economia nipônica está, nesse momento, em um verdadeiro impasse.

As políticas de estímulo à economia (chamadas Abenomics) só serviram para garantir às grandes multinacionais lucros excepcionais. O Primeiro Ministro Shinzo Abe tinha a esperança de gerar um ciclo positivo no qual as empresas aumentassem os salários dos funcionários, o que ajudaria a aumentar as despesas das famílias. Pelo contrário, os dados mostraram que o consumo privado, que representa 60% do PIB japonês, já caiu 0,8%.

No final das contas, as empresas lucraram mais, e os trabalhadores (incluindo estrangeiros) amargaram impostos mais altos, salários menores e aumento no custo de vida.

ENTÃO, AINDA VALE A PENA TRABALHAR NO JAPÃO?


Antes de mais nada, é preciso ter em mente as dificuldades enfrentadas no dia-a-dia, como as longas cargas horárias de trabalho, o estresse físico e mental, e que por muitas vezes os momentos de lazer são poucos.

Do ponto de vista econômico, leve em consideração que aquela ilusão de se "juntar o dinheiro que no Brasil é tão difícil" já não existe mais. O Japão já não é mais a segunda economia do mundo, e mesmo empregos que antes garantiam bons rendimentos agora dificilmente pagam mais do que salário mínimo.

Por outro lado, o Japão ainda é um dos países mais seguros do mundo, com alta expectativa de vida e muitos outros recursos que só um país de primeiro mundo tem a oferecer. Portanto, aproveite para conhecer a cultura local e guarde o pouco dinheiro que conseguir ganhar.

Pois outra crise se avizinha...

Quer se manter realmente atualizado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

JAPÃO, 24 DE ABRIL DE 2016

Comentários