A Coreia do Norte Atacará o Japão?

O Pior Dezembro EVER no Japão

 Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Japão- Pior Dezembro EVER

O Pior Dezembro EVER



Autoridades do Banco Central do Japão mostraram-se otimistas com a alta de preços registrada no mês de dezembro, mostrou um resumo do debate de sua reunião divulgado recentemente pela agência Reuters.

O relatório chega a ser absurdo, pois ignora a crise econômica atual e classifica como "positivas" recentes mudanças da economia japonesa - como o aumento da inflação, o "Abenomics" (pacote de medidas econômicas duvidosas do atual Primeiro Ministro) e o aumento de impostos.

Mesmo com a queda dos preços do petróleo (comemorada por consumidores mas duramente criticada pelo Banco), a inflação no país vem aumentando.


Prova disso é a reticência das empresas em aumentar os salários dos funcionários e seus gastos de maneira geral.

Sejamos realistas: as ofertas de trabalho e salários no país, ainda que fartas, nunca ofereceram condições tão ruins, e parte da culpa disso é principalmente de Shinzo Abe. Ignorante sobre a realidade de seu próprio povo, ele disse num discurso de janeiro, diante da Câmara Baixa (equivalente ao Congresso no Brasil), que os ganhos de um salaryman (pai de família) chegam, em média, a ¥500.000 ao mês (cerca de R$17.500,00).

Leia também: Imposto de Renda: Governo Japonês quer abolir dependentes e esposas

Não satisfeito, em seu exemplo tresloucado, ele também afirmou que qualquer mãe de família, em um trabalho de meio período (conhecido nessas bandas como "arubaito"), facilmente ganharia ¥250.000 ao mês (quase R$9.000,00).

As críticas (principalmente no Twitter, rede social muito usada pelos japoneses) foram ferrenhas: "Ele desconhece a realidade de uma família comum", escreveram vários usuários da plataforma; "Talvez seja pedir demais de um político hereditário, que nasceu em berço de ouro", disseram outros.

Para o governo, quanto pior melhor


O presidente do Banco Central do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou que os preços no país "estão acelerando", mas que a meta de inflação de 2% está longe. Em outras palavras: o pior ainda está por vir.

Com os salários cada vez mais engessados (esqueça a possibilidade de aumento), impostos ainda mais abusivos - com a implementação do My Number e o aumento da vigilância estatal sobre o seu dinheiro - e uma política de imigração atravancada, que sequer permite o visto para yonsei, a quarta geração de descendentes, qualquer taxa de juros afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas - afinal de contas, se tudo sobe, menos o seu salário, quem sai ganhando?

Com isso, é esperado que as grandes empresas japonesas registrem lucros ainda mais astronômicos no fechamento do ano fiscal este mês (março).

Leia também (recomendado): Desconfiados do My Number, Japoneses Guardam Cada Vez Mais Dinheiro Dentro de Casa

Para completar, o Banco Central afirmou que continuará com medidas de estímulo super frouxas para estimular a alta da inflação. Portanto espere mais turbulência, preços altos e multinacionais nipônicas lucrando ainda mais em 2016.

Quer se manter realmente informado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

JAPÃO, 02 DE MARÇO DE 2016
Texto: Renato Brandão     Edição: Pocket Hobby

Comentários