As Assustadoras Bonecas Japonesas que Ninguém Quer

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - As Assustadoras Bonecas Japonesas Que Ninguém Quer Comprar

As Assustadoras Bonecas Japonesas que Ninguém Quer


O mês de fevereiro vivenciou um boom de turistas no Japão, a maioria deles chineses - e quem já cruzou com um turista chinês que atire a primeira pedra.

Eles parecem brotar de todos os cantos, com seus paus de selfie, sua língua exótica e sua maneira... digamos... "peculiar" de se comportar em público. Ainda mais numa sociedade super certinha e organizada quanto a japonesa.

Existe até um termo em japonês que define o comportamento de certos turistas asiáticos em visita ao Japão: bakugai (algo como farra das compras). E, de fato, basta uma caminhada pelas lojas de Osaka ou Kyoto pra perceber que a crise, no Japão, atinge só os assalariados e os "peões" da indústria.


Contudo, mesmo com tanta gente vindo conhecer o Japão, certos itens ainda "encalham" nas prateleiras feito maldição. Uma pesquisa feita entre turistas indicou que o item menos desejado de todos é, sem dúvida, as bonecas japonesas. Mas por que isso acontece?

Bem, vejamos: primeiro, a tradição é meio assustadora, por assim dizer. Diz a lenda que essas bonecas são amaldiçoadas, que seus cabelos crescem, que elas incorporam espíritos ruins... Enfim, a sorte de quem cruza seus caminhos não é nada boa. Mas essas lendas geraram a aversão do público inclusive às Ohinasama e Satsuki Dolls, outros tipos de miniaturas e bonecas usadas para celebração.

Nem a Disney consegue "desencalhar" alguns produtos...

Mas as bonecas não são os únicos itens da cultura japonesa desprezados pelos turistas chineses. Eles também não mostram nenhum interesses por artigos típicos, como leques tradicionais, cerâmica, vestimentas típicas ou quimonos, espadas samurai e outros itens pelos quais qualquer ocidental aficcionado pelo Japão se estapearia para conseguir.

O que os chineses Compram


A maioria dos turistas tem uma resposta pronta para essa pergunta: eletrônicos e eletrodomésticos. Mesmo com a invejável evolução da indústria chinesa no ramo de tecnologia, o Japão ainda é considerado por muitos como a "meca" desses produtos.

Coisas relativamente comuns no dia-a-dia de qualquer japonês, como panelas de arroz, secadores de cabelo e até produtos facilmente encontrados em lojas de ¥ 100 são o alvo desses compradores, que se explicam: "os produtos japoneses duram mais", dizem uns, enquanto outros esclarecem "o consumidor japonês é muito exigente, por isso seus eletrodomésticos são de melhor qualidade".

A oferta de eletrônicos no arquipélago é grande e variada 

Quer se manter realmente atualizado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

JAPÃO, 11 DE MARÇO DE 2016
Texto: Renato Brandão
Edição: Pocket Hobby

Comentários