A Coreia do Norte Atacará o Japão?

Comida com Ingredientes Vencidos na Universal Studios Japan

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Souvenirs Fabricados com Ingredientes Vencidos na Universal Studios Japan

Ingredientes Vencidos na Universal Studios Japan e Nodovírus em Creches de Aichi


A Universal Studios Japan informou ontem (segunda-feira, 14) que ingredientes com data de validade vencida foram utilizados na fabricação de biscoitos e souvenirs vendidos no parque entre 2011 e fevereiro deste ano.

Ingredientes vencidos foram usados em 21 tipos de produtos em lata ou caixas com designs destacando personagens como o Spider-Man e Snoopy, muito procurados por crianças. Cerca de 300 mil unidades dos produtos foram vendidas no parque de Osaka.

O esquema envolvia produtos desenvolvidos por uma empresa em Nagoia, cujo nome não foi revelado, e fabricados por outra em Osaka.


Somente após denúncias (no dia 8 de dezembro), a USJ Co. (operadora do parque) informou ao escritório de saúde pública da cidade sobre o incidente e iniciou investigações próprias.

Nove diferentes ingredientes com data de validade vencida, incluindo uma mistura de farinha e açúcar e um substituto de manteiga e chá verde em pó estavam vencidos e eram utilizados normalmente na fabricação de alimentos vendidos dentro do parque.

Leia também: Concursos Públicos no Brasil

O mais irônico é que o escritório de saúde pública local afirmou que "o caso não constitui uma violação da lei e que a probabilidade do uso de ingredientes com data de validade vencida causar danos à saúde dos consumidores era mínima".

Esta não é a primeira vez que comida estragada é vendida no Japão; apesar dos produtos alimentícios japoneses serem considerados frescos e de alta qualidade, grandes empresas como o McDonald's já passaram por maus bocados ao enfiar goela abaixo dos nipônicos produtos estragados ou vencidos.

- Comida com Nodovírus em Creches de Aichi



Outro caso recente envolve 615 crianças e três funcionários que tiveram diarreia, febre e outros sintomas. 29 pessoas foram internadas após refeições servidas em 13 creches e jardins de infância na província de Aichi, informou o jornal Yomiuri hoje (terça-feira 15).

Exames detectaram a presença de norovírus e bactéria salmonela nas fezes dos pacientes que consumiram alimentos preparados pela empresa Tamasei Kids Lunch, de Obu (Aichi).

Leia também: O Japão Precisa de mais Imigrantes?

As refeições contaminadas foram preparadas e servidas na segunda e terça-feira da semana passada, e os sintomas apareceram entre quarta e sexta-feira, mas o caso só veio à público agora. A empresa distribui refeições em 40 creches e jardins de infância em Aichi, e as intoxicações ocorreram em 13 locais de Nagoia, Tokai, Iwakura, Nishio e Toyoake.

A Vigilância Sanitária japonesa suspendeu temporariamente o funcionamento da Tamasei Kids Lunch, e a empresa declarou que irá se responsabilizar pelas consequências com o descuido na higiene dos alimentos.

- McDonald's


O caso mais famoso de comida estragada aconteceu ano passado, quando a companhia suspendeu a importação e a venda de frango e derivados procedentes da China, após clientes encontrarem pedaços de dentes humanos em batatas fritas e vídeos mostrando o manuseio insalubre de carne em fábricas chinesas eclodirem internet afora.

À época, a rede declarou que suspenderia "o fornecimento de carne de frango da China para responder à preocupação dos consumidores depois das informações relacionadas a uma fábrica de Xangai"

Leia também: Pesquisa mostra Condições de Trabalho "Péssimas ou Injustas" no Japão

O McDonald's Japão também decidiu suspender as vendas de produtos com frango procedentes da China que se encontram em seus depósitos, substituindo-os por produtos oriundos da Tailândia (que, convenhamos, também não é um primor no quesito qualidade de carne).

Com mais de 3.000 restaurantes em todo o Japão, a multinacional americana não recebeu nenhuma multa do governo ou punição pelo ocorrido. Atualmente age como se nada tivesse acontecido - inclusive voltou a vender produtos de procedência duvidosa pelo arquipélago.

Até quando a saúde dos moradores do Japão estará à mercê?

Quer se manter realmente informado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

JAPÃO, 15 DE DEZEMBRO DE 2015
Texto: Renato Brandão     Edição: Pocket Hobby

Comentários