A Coreia do Norte Atacará o Japão?

Cinco costumes seguros no Japão

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Segurança no Japão.

Cinco costumes seguros no Japão


É comum, internet afora, lermos postagens e comentários que se referem ao Japão como um lugar bizarro, cheio de esquisitices e pessoas peculiares; de fato, existem certos hábitos da sociedade oriental que, de tão incríveis, deixam qualquer brasileiro perplexo - tanto que muitos YouTubers tupiniquins no Japão só tratam desse tema, fomentando ainda mais essa impressão distorcida para quem não conhece o arquipélago.

Acostumado num país com índices de violência comparáveis a uma Guerra Civil, vendo pessoas serem doutrinadas na teoria de que "é preciso levar vantagem em tudo", muito me impressionaram, desde o primeiro dia que pisei aqui, a segurança pública do Japão e a tranquilidade com a qual as pessoas caminham pela rua, fazem suas compras, enfim, vivem suas vidas.

Isso sim é que é bizarro de verdade!


Quanto mais tempo passo aqui (aos poucos assimilando aspectos culturais e comportamentais dos japoneses), mais fico assombrado com a segurança das ruas, a ingenuidade do povo japonês e o quanto tudo isso se reflete em qualidade de vida para toda a população.

Portanto, decidi criar aqui no Pocket Hobby uma pequena lista sobre coisas que todos fazemos no Japão e que, no Brasil, seriam impossíveis - ou pelo menos insanas demais:

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Cinco Costumes Seguros no Japão - Ruas à Noite
Mais fotos assim no nosso Instagram

Qualquer Hora, Qualquer Lugar


Atualmente, é inimaginável para o brasileiro transitar (a pé ou de carro) à noite por certas zonas de cidades grandes como Rio de Janeiro ou São Paulo. Geralmente dominados pelo tráfico de drogas, violência ou prostituição, alguns bairros ou comunidades mais carentes representam um perigo real e imediato para os desavisados. Não é raro, mesmo em lugares considerados "seguros", crimes ou arrastões, colocando a vida e a propriedade das pessoas em risco.

Leia também: Calcinhas-Kimono são moda no Japão

Contudo, no Japão, não existe lugar "proibido" ou perigoso. Pode parecer impossível, mas é comum encontrarmos pessoas andando entre campos de arroz no meio da noite, caminhando em ruas mal iluminadas ou amigos despreocupados, papeando em frente a estações de trem ou estacionamentos desertos de lojas de conveniência.

Também tornou-se corriqueiro, para mim, encontrar gente dormindo em carros estacionados, com o motor ligado, em qualquer canto - sem que ninguém as incomode. Um cenário inimaginável para um paulistano ou carioca...


Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Cinco Costumes Seguros no Japão - Carros, Loja de Conveniência
Estacionar e Esquecer


Assim como o brasileiro, os japoneses também tem uma paixão quase incondicional por carros - muitos dedicam tempo e dinheiro com personalização, tuning e é possível, sem muito esforço, encontrar verdadeiras jóias sobre rodas pelas ruas.

Portanto, nada mais natural que, não importa a hora (manhã, tarde, noite ou mesmo no meio da madrugada), estacionar o carro em local público não represente perigo de roubo ou depredação. Ninguém vai riscar a pintura, quebrar o vidro ou pior, levá-lo embora.

Leia também: Novas regras do Imposto de Renda do Japão

Não bastasse o fato de que ninguém sequer irá se aproximar do seu possante, também é bastante comum encontrarmos veículos de vidros abertos, com a chave no contato ou ligados sem vivalma dentro.

Aqui (ainda) é assim: saia para fazer uma compra na loja de conveniência ou resolver algum assunto, e seu carro ainda estará lá, no mesmo lugar, com suas moedas para o pedágio no porta trecos e o rádio no painel.


Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Cinco Costumes Seguros no Japão - Carteiras e Smartphones EsquecidosCarteira ou Celular


Ok, eu sou um cara distraído: certa noite de verão, um calor horrível, saí de casa caminhando até um templo xintoísta próximo de casa. Sempre gostei de ir até lá ao entardecer, sentar num banco qualquer e escutar um dos meus podcasts favoritos.

Naquela noite, eu estava distraído. Escutei o programa inteiro e fui pra casa refletindo sobre o tema que acabara de escutar. Entrei, tomei banho, deitei e dormi. Dormi a noite inteira.

Leia também: O Japão Precisa de mais Imigrantes

Só na manhã seguinte, de banho tomado e pronto para ir ao trabalho que dei pela falta da minha carteira. Desesperado, revirei as roupas, o armário, o sofá e até a geladeira. Nada. Quando já a estava dando por perdida ou roubada decidi voltar ao templo e lá estava, intocada, despercebida em cima do banco.

E não é a primeira vez: normalmente, quando um japonês encontra algo perdido, leva para a delegacia de polícia ou deixa em algum estabelecimento público, no balcão de informações do shopping ou em alguma loja próxima, caso o dono volte para procurar. E sim, possivelmente todos os seus pertences ainda estarão lá.


Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Cinco Costumes Seguros no Japão - Muros ou PortõesNada de Muros ou Portões


A arquitetura japonesa ainda é, para mim (mesmo depois de algum tempo vivendo aqui), estranha: casinhas de papel, madeira e gesso, apertadas, com banheiros menores do que os de um avião e muito próximas umas às outras. Já discutimos esse tema anteriormente (clique para ler), mas não importa onde você viva, se numa casa, apartamento ou escondido entre lojas de um bairro comercial, certamente muros ou portões não farão parte do seu dia-a-dia.

Leia também: Ingredientes Vencidos na Universal Studios Japan

Mesmo quando existe alguma cerca divisória entre diferentes propriedades, são meramente peças decorativas, frágeis, que servem mais para delimitar um espaço físico ou território do que, necessariamente, para proteção ou segurança.

Em cidades mais antigas e tradicionais (como Kyoto, por exemplo), é comum vermos construções antigas cercadas por muros de cimento ou tijolo, no estilo tradicional japonês, com telhados ou desenhos em relevo.

Além disso, as garagens de veículos não são fechadas: no máximo são uma tenda aberta ou um espaço coberto por telhas de acrílico. E ninguém invade.


Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Cinco Costumes Seguros no Japão - Portas Abertas
Trancas e Chaves

A pior sensação que alguém pode ter depois de sair de casa é não lembrar se trancou a porta ou fechou aquela janela dos fundos; geralmente, tais pensamentos nos açoitam quando já estamos longe de casa ou quando não podemos sair de onde estamos pra conferir a maldita fechadura.

Leia também: Imigração Deportará Residentes Permanentes do Japão

Mas no Japão, mesmo com tudo destrancado, a possibilidade de algum incidente é bastante baixa. A não ser pelos corvos - tão problemáticos quanto os pombos no ocidente - que podem entrar em residências, sujando, quebrando coisas e voando enlouquecidos pelos cômodos. Mas é justamente pra isso que existem telas protetoras (geralmente de metal).



Quer se manter realmente informado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

JAPÃO, 17 DE DEZEMBRO DE 2015
Texto: Renato Brandão     Edição: Pocket Hobby

Comentários