A Coreia do Norte Atacará o Japão?

Bye Bye Brazil - Hobby Extra

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Hobby Extra - Bye Bye Brazil!
Bye Bye Brazil

Acostumados a não dar importância às fofocas da imprensa escrita e já vacinados contra o tendencionismo da televisão aberta, muitos brasileiros se informam sobre os acontecimentos do país através de um emaranhado (bastante complicado!) de diversas fontes de notícias, misturadas às opiniões de amigos e, principalmente, levando em consideração muito do próprio discernimento no momento de avaliar as informações que recebem (que o diga aquele último panelaço).

Entre a realidade das ruas e a propaganda de margarina existe um universo que muitas vezes um taxista, cabeleireiro ou dono de padaria entende muito melhor do que os cientistas políticos. Algumas pessoas, ainda, procuram agências internacionais, na tentativa de conhecer um pouco mais a fundo determinado assunto, sem a interferência muitas vezes nociva da mídia nacional.

São essas as mesmas pessoas que perceberam o atual êxodo de brasileiros para outros países: qualquer lugar serve, desde que seja longe. Antes que o dólar suba (ainda) mais.

Dentre os profissionais liberais e empresários das capitais brasileiras, perdura a impressão de que seus melhores e mais abastados clientes estão viajando sem passagem de volta. O mesmo assunto entrou no meu raio de percepção em 2011, quando ex-colegas de escola e faculdade começaram a postar fotos de lugares como Alemanha, Estados Unidos, Espanha e Austrália. Convenhamos, como profissional da área de Letras, formado em uma faculdade pública que ministra aulas em sete idiomas diferentes, sempre convivi com oportunidades de bolsas internacionais de estudo, intercambistas estrangeiros de diversos cantos do mundo e, mais pra frente, também como estudante de intercâmbio no Japão, com colegas que iam e vinham a todo momento. Por isso decidi esperar, avaliar a situação com distanciamento e frieza antes de chegar a uma conclusão - e quatro anos é tempo mais que suficiente.

Leia também: Vantagens e Desvantagens de se morar no Exterior

Conversando semanalmente com os (poucos) amigos que ainda estão no Brasil, escuto queixas recorrentes sobre a degradação do padrão de vida e do poder de compra no dia-a-dia. Um deles, inclusive, também está indo embora para sempre esta semana... Mesmo meus queridos colegas de Pocket Hobby que heroicamente insistem em continuar no país notam que muita gente está de mudança. Talvez por isso tenha sido cada vez mais recorrente a compra de imóveis, por parte de brasileiros, na Flórida ou mesmo em cidades da quase falida Espanha.

Não entenda errado: viver no exterior requer coragem, força de vontade e muita sede de adaptação. Mas poucos dos que estão fora desejam realmente voltar - principalmente quando possuem melhor qualidade de vida do que jamais encontrarão na sua terra natal. Para completar, o número de brasileiros com dupla nacionalidade também vem cresceu na última década.

Leia também: Professores Japoneses Tarados

Entre os motivos que levam a galera a debandar, a maioria cita a violência e a falta de tranquilidade, enquanto outros comparam o Brasil atual à Venezuela, mas há um consenso quase majoritário de que o ensino (mesmo privado) está degradado e a mídia, essa graaande vilã manipuladora, não possui a liberdade necessária para atuar de maneira imparcial (imagine só que ironia). Generalizado como está, este fenômeno de abandono afeta transações comerciais, barra investimentos e cria ainda mais problemas - afinal, que empresa realmente séria desejaria investir seu capital num lugar onde esquemas de corrupção destroem empresas petrolíferas, drug lords dominam o cenário político, igrejas enriquecem com dízimos e a moeda vale cada vez menos? Como produzir, comprar e vender se, quando não há problemas com a rede de energia elétrica, é o abastecimento de água que falha? Quando a mão-de-obra está presa no trânsito ou abalroada de dívidas? Como estimular o consumo, quando todos estão temendo os assaltos e furtos?

Leia também: Tour do Inferno - Os Piores Lugares do Mundo

Enfim, a poeira está baixando e o sentimento que prospera é a desesperança pelo futuro do Brasil. Nem um ano inteiro de protestos inúteis terá força para mudar o panorama, pois os verdadeiros líderes já não estão mais nas ruas das capitais brazucas. Quem ficou marcha sem rumo ou controle.

Certamente as estatísticas deste êxodo jamais estarão no Jornal das Oito, mas é inegável que o capacitado material humano que carregou o Brasil nas costas até hoje (professores como eu, médicos, advogados, empresários) está fugindo pra Miami, Portugal ou para outros cantos. Independentemente de exemplos pessoais, desafio o leitor a buscar entre seus amigos: alguém que você conhece certamente pretende deixar o Brasil. Ou já deixou. Aliás, muitos brasileiros que atuam ativamente no YouTube e Twitter moram no hemisfério Norte, caso você não tenha notado...

Leia também: Moeda Na Lata - Uma bizarrice Japonesa

Não me lembro de uma fuga desta magnitude desde os anos 90, quando milhares de dentistas foram tentar a vida em Portugal, mulheres enfeitavam a vida noturna da Espanha, gente diplomada ia faxinar casa de gringo e os primeiros dekasegis invadiram o Japão.

Quer se manter realmente informado? Clique!
Facebook - Twitter - Instagram

24 de abril de 2015 - Revisado em 27 de maio de 2015 - Atualizado em 09 de julho de 2015

Texto: Renato Brandão     Edição: Pocket Hobby