A Coreia do Norte Atacará o Japão?

Como salvar sua bebida de bordo - Hobby Trip

Juro por Deus que não é implicância (apesar de parecer): proibir líquidos à bordo de aviões, assim como vetar o uso de celulares, não impediram aqueles ucranianos malucos (ops, redundância) de derrubarem o voo da Malaysia Airlines com um lança-mísseis ou erros humanos (provocados por pilotos, controladores de voo, equipes de manutenção etc) custarem mais de 800 vidas em acidentes aéreos durante o ano de 2014.

De fato, nenhuma medida preventiva de segurança é realmente eficaz na aviação, e a maioria delas tem como motivações apenas fatores econômicos: são regras que diminuem a liberdade dos passageiros e não aumentam a segurança dos transportes aéreos (de fato, algumas até diminuem a confiabilidade do sistema e causam episódios ridículos).
Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Hobby Trip - Luvinhas Brancas...
De longe, o país com regras aeroportuárias mais esdrúxulas e invasivas também sempre se perguntou como o Japão possui um detector efetivo de líquidos perigosos desde 2006, sendo que nem eles (os norteamericanos), muito menos os europeus dispõem de equipamentos assim.

Ninguém jamais explicou também por que motivo a checagem das bagagens de mão é feita SÓ DEPOIS que você já despachou as malas “de porão”. Caso tenha esquecido na mala menor algo “perigoso”, como um vidro de perfume ou uma garrafa d’água, não resta alternativa além de se livrar do produto, descartando-o (e amargando um prejuízo que poderia ser facilmente evitado com um pouco de planejamento, dupla-checagem e bom senso).
Esta é a realidade dos aeroportos americanos, brasileiros e europeus – mas não é a única. Existe um verdadeiro "gap" tecnológico entre o Japão e o resto do mundo, que só percebe quem já vivenciou a experiência de viajar para a Terra do Sol Nascente. São tantas comodidades cibernéticas, sensores disto ou daquilo, robôs, gadgets eletrônicos e ideias inovadoras para o bom atendimento ao público que nem mesmo os Estados Unidos, principal fornecedor de tecnologia enlatada do planeta, é capaz de acompanhar - inclusive no tocante à aviação.
Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Hobby Trip - Japan Liquid Tester


Tudo isso demonstra como os procedimentos ocidentais são obsoletos, impraticáveis e até ofensivos aqui no Japão, a começar por sua bagagem de mão, que (como já disse) passa por um raio-x antes do check in, evitando o descarte desnecessário de produtos e o desconforto dos passageiros. Caso alguma coisa não possa viajar na cabine, é realocada para o bagageiro; claro, também, que tudo é checado novamente no setor de embarque, mas a dupla verificação já evita que passageiros precisem, desnecessariamente, jogar fora seus pertences.

Leia também: O Próximo Passo

Além disso, a máquina japonesa de detecção de líquidos perigosos checa garrafas PET, latas de alumínio e até mamadeiras, permitindo às pessoas transitarem tranquilamente com suas bebidas de um lado a outro.

Fica, então, a pergunta: até quando essa tecnologia (e o altíssimo nível de atendimento ao público) será exclusividade nipônica?

Clica aqui embaixo, não dói nada