Robocraft - Esquadrão "Morri"!

Handball - Hobby Sports

Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Hobby Sports - Handball.
Qual o futuro desse esporte no Brasil? 


Quando o esporte da Ed. Física vira coisa séria

Texto: Raphael Caverna
Revisão: Renato Brandão
Edição: Pocket Hobby

Nos tempos do colégio, as aulas de educação física eram as mais esperadas; eram um oásis de relaxamento em meio a tanta matemática, química e outras matérias estúpidas que ninguém jamais usou no meu dia-a-dia (o nome das matérias varia conforme sua profissão atual). Além de bater uma bolinha, era um dos momentos de maior interação sexista durante a semana.

Para minha surpresa, um dia quando olhava para a quadra via as traves, a bola mas ao começar a jogar eu tinha que, ao invés de chutar com os pés, usar as mãos. Mas que diabo de jogo é esse que tão inventando?, pensava comigo mesmo...

O handball, de fato, é o esporte mais praticado no Brasil pelas escolas, junto com o futebol e até a idade adulta segue empolgante, seja num pátio ou em competições intercolegiais, e causa tanto furor quanto o futebol, vôlei ou e basquete; mas o que acontece com esse esporte que quando, repentinamente, ele simplesmente é esquecido?
O que reforça que handball só tem graça na adolescência são os incentivos muito maiores para que seja o futebol, basquete e vôlei (e outros tantos esportes individuais) - ainda mais quando os competidores estão entre os melhores do ramo, pois como diziam os antigos ''aos vencedores, as batatas". A mídia reconhece competições importantes, outros jogos são transmitidos o tempo todo e muitos atletas ainda faturam um bom extra com marketing pessoal.


Pocket Hobby - www.pockethobby.com - Hobby Sports - Handball Man
Já o handball, apesar de ser um esporte profissional, é visto como "underground" - ao notar sua nuâncias e como o cenário ao qual ele pertence se amplia lá fora, se vê que os grandes praticantes estão na Europa: Escandinávia, Espanha, França e Alemanha (que tem a maior liga nacional). Recentemente, a federação brasileira (incentivada pelos Jogos Olímpicos do Rio em 2016), investiu fortemente para melhorar seus resultados em competições internacionais, ao contratar técnicos europeus como o espanhol Jordi Ribera para a seleção masculina e o dinamarquês Morten Soubak para a feminina.

A seleção masculina tem a hegemonia latino-americana, sendo tricampeã no Pan-Americano (inclusive superando Cuba e Argentina) e teve em 2003 o melhor jogador do mundo, Bruno Souza, e, no mais recente mundial disputado no Qatar em janeiro de 2015, foi eliminada nas oitavas de final pela Croácia em um jogo decidido nos detalhes.

Já a seleção feminina passou por uma revolução, isso ja começou a ser percebido na olimpíada de Londres em 2012, foi a melhor em seu grupo. Na primeira fase, durante o jogo mais equilibrado do torneio, perdeu para a campeã mundial Noruega e fez Alessandra Nascimento ser indicada entre as melhores jogadoras no mundo. No ano seguinte, na Sérvia, a equipe conquistou um inédito titulo mundial e foi uma forte candidata para uma histórica medalha olímpica em território nacional.

Vale destacar que essa conquista foi transmitida pelo canal esporte interativo com exclusividade, emissora que por mais que transmita grandes eventos para competir com os maiores canais esportivos (Sportv, ESPN, Fox Sports) fez um grande alarde na mídia para que ele entre no menu das TVs a cabo como a NET, Sky e pretende reforçar isso ao adquirir os direitos das próximas Champions League.

Comentários